Trabalho Híbrido: o desafio da nova tendência nas empresas

O trabalho híbrido é uma das principais tendências para as empresas em 2022, segundo a pesquisa feita pela Robert Half. Conforme o estudo, 48% das empresas deverão adotar o modelo de trabalho híbrido em 2022.

Como resultado, vemos as empresas correndo para se adaptar da melhor forma a essa tendência. Os desafios vão desde repensar sobre a infraestrutura da empresa, até a adaptação do modo que as lideranças interagem com suas equipes.

Vamos entender melhor os desafios e como superá-los neste artigo. Boa leitura!

O que é o trabalho híbrido?

Primeiramente, é sempre bom dar uma refrescada no conceito de trabalho híbrido. Esse modelo de trabalho é o que oferece autonomia para os colaboradores escolherem como, onde e quando realizam suas atividades.

Ou seja, no formato de trabalho híbrido, o colaborador pode optar entre trabalhar em casa, em coworkings, na sede da empresa ou em qualquer lugar em que exista uma conexão de internet e um ambiente propício, como cafeterias e bibliotecas.

Diferente do modelo de trabalho remoto, que é focado em home office, o trabalho híbrido oferece essa flexibilidade de ir alternando os locais. Por exemplo, quando é necessário estar presente em uma reunião presencial, o colaborador pode retornar à sede neste dia.

Leia também: TI Híbrida: a combinação de plataformas de infraestrutura de TI

Benefícios do trabalho híbrido

Como visto, o trabalho híbrido equilibra o melhor de dois mundos. Nele, o colaborador tem autonomia e alcança maiores índices de produtividade e até mesmo de saúde, pois consegue se dedicar também à vida pessoal.

Além disso, o trabalho híbrido é uma alternativa sustentável. Reduzindo o deslocamento dos colaboradores até o escritório, a emissão de carbono e gases poluentes também é significativamente reduzida.

Por fim, outro grande benefício é a melhora da experiência do colaborador na empresa. Ao passo que o tempo na sede é reduzido, esse tempo também se torna mais bem aproveitado pelas equipes. Ao invés de horas em reuniões que podem ser feitas remotamente, os colaboradores interagem com mais produtividade e criam vínculos mais positivos entre si.

Desafios do trabalho híbrido para as empresas

Embora as vantagens sejam tão claras, os desafios para se adaptar ao modelo híbrido também são relevantes. Veja abaixo alguns deles e como podem ser superados!

Como manter todos alinhados?

Comunicar as iniciativas com clareza é fundamental. Antes de mais nada, ao adotar o modelo híbrido, é preciso informar a equipe sobre as mudanças no fluxo de comunicação que isso exige.

Uma cultura de trabalho remoto pede padronização das ferramentas, links para chamadas de vídeo em todas as reuniões (mesmo as presenciais), e claro, uma boa disponibilização online dos documentos e informações. O gerenciamento de tarefas também precisa ser de fácil acesso para todos.

Além disso, a cultura de feedback precisa ser reforçada no trabalho híbrido. É preciso conversar para entender os desafios da rotina do colaborador, além de suas ambições de carreira.

Uma dica muito importante é definir um software de mensagens principal, onde serão centralizadas as conversas do time.

Como simplificar o acesso?

Como visto acima, o fácil acesso às ferramentas e informações deve ser priorizado. O ideal é armazenar o máximo de softwares e documentos na nuvem.

Dessa forma, o seu time se torna independente de servidores locais e não tem problemas para acessar arquivos se não estiver no escritório.

Leia também: Tendências de segurança em nuvem para 2022

Como promover conexões entre as pessoas?

Já que as pessoas podem estar no escritório ou não, é preciso estabelecer estratégias que funcionem para ambas as realidades.

Assim, uma dica útil é criar grupos (no WhatsApp ou outros canais) focados apenas em assuntos “off”, ou seja, não relacionados ao trabalho. As pessoas precisam de um espaço para jogar conversa fora, compartilhar memes e estreitarem boas amizades.

Os encontros remotos, jogos online e videoconferências com o único objetivo de trocar ideia também são ótimas maneiras de promover conexões e mais felicidade no trabalho.

Um dos maiores desafios: a confiança

Ainda que você não seja um líder autoritário, é fácil entender o quanto é difícil confiar quase que de olhos fechados no time. Afinal, o trabalho híbrido te impede de acompanhar de perto o trabalho e ter a sensação de controle.

Porém, além dessa ideia de controle do microgerenciamento não ser sustentável, ainda é contraditório agir assim diante da autonomia que os colaboradores desejam no trabalho remoto e híbrido.

Trabalho híbrido e liderança positiva

Por isso, foque em um modelo de liderança positiva. Busque entender o que os colaboradores estão fazendo, mas sem focar no “como” essas atividades são feitas. A ideia é estabelecer uma cultura focada em resultados.

Para que isso funcione, deixe sempre muito claras as suas expectativas. Estabeleça prioridades, responsabilidades e o que será considerado sucesso. Essas informações são ideais para que o seu time ande com as próprias pernas, independentemente de onde estejam.

Por fim, lembre-se que a confiança é fortalecida com o tempo. O principal é se concentrar em não desistir, afinal, esse é o futuro dos ambientes de trabalho, e nadar contra essa maré será fatal para a sua retenção de colaboradores.

Esperamos que as dicas sejam úteis para sua empresa nesse desafio de adotar o trabalho híbrido! Aqui na 7IT, temos diversas soluções para transformar o trabalho remoto de forma segura e produtiva. Continue acompanhando o blog da 7IT para se manter atualizado sobre o mercado de tecnologia.

Menu